Hoje a Sessão Curta irá apresentar um clássico brasileiro.

Ilha das flores é o xodó dos professoras da oitava série por ser um curta (consequentemente, curto) e tratar de um assunto tão interessante de uma forma lúdica mas, nem por isso, menos crítica.

Um ácido e divertido retrato da mecânica da sociedade de consumo. Acompanhando a trajetória de um simples tomate, desde a plantação até ser jogado fora, o curta escancara o processo de geração de riqueza e as desigualdades que surgem no meio do caminho.

Esse curta ganhou o Urso de Prata no Festival de Berlim 1990,
Prêmio Crítica e Público no Festival de Clermont-Ferrand 1991,
Melhor Curta no Festival de Gramado 1989,
Melhor Edição no Festival de Gramado 1989,
Melhor Roteiro no Festival de Gramado 1989,
Prêmio da Crítica no Festival de Gramado 1989,
e o Prêmio do Público na Competição “No Budget” no Festival de Hamburgo 1991.

Como ele é um curta com mais de 10 minutos… está dividido em duas partes… por isso é interessante deixar os dois carregando e, depois, assisti-los juntos… de uma só vez

Peguem suas pipocas e Have Fun.

Ilha das Flores – Jorge Furtado

até a próxima.