As Olimpíadas começaram e com elas o que mais acontece? Bem, eu vou explicar rapidamente o que acontece sempre que algum evento esportivo que envolva o Brasil existe: o completo esquecimento de qualquer problema social! Isso mesmo, a partir de agora tudo será esquecido juntamente com os dramas que o país tem que enfrentar e colocados em segundo plano, pois o que importa atualmente é se o país vai conseguir medalha no hipismo, na ginástica rítmica e será que Dayane dos Santos vai conseguir fazer sua rotina? Será que ela vai fazer seu salto sem cair?

Essas serão as preocupações dos brasileiros enquanto as Olimpíadas estiverem acontecendo. Não estou dizendo que é errado termos o lazer, de forma alguma, eu acho muito certo e extremamente válido a existência de um lazer, mas usar ele para simplesmente esquecer tudo o que tem acontecido? Isso é completamente e a absolutamente inaceitável! Vamos cair na real, quantos problemas com o tráfico o Brasil tem tido ultimamente? Muitos! Quantas mortes aconteceram no país? Um número considerável. Quantas pessoas estão passando fome e não sabem como irão sobreviver até o fim do mês? Nem vamos começar a fazer as contas! E com todos esses problemas o que é que está na mente do brasileiro? Se Ronaldinho Gaúcho fará muitos gols e se o Brasil trará o ouro dessas Olimpíadas.

Grandes preocupações, não acham? Esse é um dos motivos que faz o Brasil não ir para frente, afinal uma população com uma memória tão curta como a nossa, que se distrai com uma competição esportiva e acha que os problemas do país são menores apenas porque eles têm que assistir a um jogo de volleyball ou de futebol não poderá nunca evoluir. E é com um enorme pesar que eu falo isso, com um enorme pesar que admito que o Brasil fecha os olhos para muita coisa devido à competições esportivas.

Desse jeito, só posso pensar e pedir que aconteça alguma coisa que faça com que os brasileiros enxerguem a realidade, mesmo que seja o fato do Ronaldinho Gaúcho fazer um gol e dedicar para os meninos carentes que vivem em alguma favela. Bem, só nos resta esperar!