Manual UniNuni de como reconhecer um viado enrustido na balada/bar.

 

imitandobichona.jpg

Classico exemplo de bichona

 

A idéia primeiramente me ocorreu quando eu e meu companheiro

de blog e de festas,Doginho estávamos calmamente tomando nossa cervejinha

no balcão do bar, escutando uma musiquinha e tal, esse tipo de coisa que

costumamos fazer na sexta feira.Para nosso desgosto, infelizmente, nós carregamos o “estigma”

da viadagem (calma, deixa eu explicar). Nós moramos em uma capital com

gostinho de interior, apenas 500.000 habitantes e realmente poucos lugares para poder se divertir, o que coloca você em uma situação um tanto quanto estranha, 1 mês saindo toda sexta e sábado e você já vai estar dando oi para as pessoas de tanto encontrá-las no bar/balada, o que nos torna figuras relativamente conhecidas na cidade, pois estamos sempre na farra (sempre que podemos). Então, voltando ao estigma, por muito tempo, fomos só eu e o Doginho saindo pra farra, afinal o resto da galera do blog tava morando fora ou simplesmente não curte balada. Então,o povo via, 2 caras chegando, sentando no bar, passando a noite inteira bebendo, batendo papo e não dando em cima de ninguém (normalmente), o que todos pensam?? 2 viados de primeira categoria.

Isso por que eles ainda não leram esse maravilhoso guia, agora vamos desvendar os mistérios da viadagem enrustida nas entranhas das festas e botecos noite a fora.

 

Só para deixar claro, vou generalizar bastante e usar termos machistas, para deixar mais engraçado e pra encher o saco das feministas, se é que alguma lê esse blog…

 

orkutbichona.jpg

Orkut nunca enganou, bichona!!!

Vamos analisar alguns tópicos…

 

1-)”Macho que é macho” não é homofóbico!

Primeiro ponto e talvez o mais importante da lista, o cara que realmente é macho tá pouco se fudendo pros homossexuais, talvez um pequeno desgosto por aquela mina extremamente gostosa ser uma lésbica,o resto é resto.Aqui se encaixa aquele velho ditado, “quem desdenha quer comprar”, é comum (aqui nesse buraco que a gente chama de cidade pelo menos) escutar coisas como “Cara, o viado veio dar em cima de mim e eu enchi ele de porrada!!” ou “Nossa, que vontade de quebrar esses viado tudo”. Podemos analisar por ai que o cara é na realidade uma bichona enrustida, provavelmente ele gostou da cantada do outro cara e, na mente deturpada dele a melhor coisa a se fazer para não demonstrar sua viadagem, é encher o outro infeliz de porrada, mal sabe ele que na realidade está se entregando. “Macho que é macho” lida com uma cantada de outro cara exatamente como ele lida com uma cantada indesejada de uma mulher, simplesmente dando um fóra.

 

2-)”Macho que é macho” não é “bêbado transformista”!

Costumamos chamar de “bêbado transformista” aquele cara que vai pra balada, enche a cara e adquire uma nova personalidade completamente diferente da original, ou simplesmente recebe um santo. A personalidade mais comum é a “bicha enlouquecida”, provavelmente todas as pessoas já se bateram com alguém assim nas baladas da vida, a bicha enlouquecida é aquele cara que depois de umas cachaças a mais se liberta, começa a sentar no colo dos “amigos”, adquire trejeitos estranhos e os caralho a quatro, esse infeliz com certeza, é uma bicha enrustida.

 

3-)PitBoy é tudo viado!

Isso é consenso geral, qualquer cara cuja a principal fonte de lazer é juntar um monte de homem e sair pra balada pra espancar os pobres infelizes que não tem nada a ver com o assunto, com certeza é viado, nesse caso eu nem considero uma bicha enrustida, é um viadão na sua mais plena viadagem. Quando se bater com esse grupinho identifique rápido o líder, ele é a Josie, o outros são as Pussy Cats.

 

pitboy.jpg

4-)”Macho que é macho” vai pra tudo que é lugar!

Tem bebida?Tem musica?Tem mulher pelo menos pra olhar? Se a resposta for um “sim” então o lugar está apto a ser freqüentado, isso inclui bares e boates gays, o magrão que começar de frescura pra ir nesses lugares com certeza já é suspeito, tendo em vista que ninguém vai fazer nada que você não queira, não há motivo para ter medo, para mais detalhes leia o tópico 1.

 

5-)”Macho que é macho” não gosta de rosa!

Eu, nos meus 23 aninhos bem vividos já conheci gente pra caralho por esse mundo a fora, e até hoje eu nunca conheci nenhum maluco que disse “Cara, minha cor preferida é rosa”,portanto se o infeliz já estiver com um rosinha na balada, ele é automaticamente suspeito. Só existem dois tipos de situação onde um homem deve usar rosa, a primeira é claro, quando a mulher manda, a segunda é para visitar a avó moribunda, cujo o ultimo presente foi uma ridicula camisa rosa.

 

rosinha.jpg

Bom, com este pequeno, mas útil manual, você já pode ir para balada/bar seguro que não vai cair nas mãos de um enrustido do mal.

 

Have fun!