E a robótica avança mais um passo… a armadura acima me impressionou, além de permitir aumentar a força de uma pessoa em até 10 vezes, ela é bem moldada ao corpo humano evitando que se esbarre em tudo ao caminhar com ela por aí.

A pessoa que está vestindo praticamente não sente o peso do traje, que é controlado por sensores colocados na pele do usuário e que detectam a atividade elétrica dos músculos, não precisando de um controle para fazer o traje se movimentar junto com o usuário.

HAL significa Hybrid Assistive Limb (algo como: Membro Híbrido de Auxilio). O traje foi projetado pelo professor Yoshiyuki Sankai na Universidade de Tsukuba no japão e já está sendo comercializada por uma empresa japonesa.

Diferentemente dos Estados Unidos, no qual esse tipo de projeto seria patrocinado e utilizado para fins militares, no Japão este tipo de pesquisa é integrado em projetos de fins sociais. O Japão é um dos países cuja proporção da população idosa mais cresce, alia-se a isso ser um pais de difícil imigração, assim esse tipo de pesquisa visa garantir a força e mobilidade à uma parte da população de idosos e deficientes físicos em tarefas do dia-a-dia.

Via O Globo.