Vou falar seriamente. Eu não gosto dessas novas bandas novas. É preconceito memso, porque pra mim todas tem a mesma sonoridade, a mesma batida, o mesmo tudo.

Então outro dia estava pensando sobre isso e lembrei de uma música de um cara chamado “Batone” que diz “Se acha a fórmula, satura”.

E de fato é bem isso. Quando um gênero começa a fazer sucesso, todos mundo começa a seguir na rabeta, seguindo a mesma fórmula e, por isso fica tudo igual (como eu disse ali um pouco mais acima).

Mas aí você pergunta: “Quem diabos é Batone”? (ou talvez não tenha perguntado, mas não tem problema, eu perguntei por você)

Batone é um cantor/compositor/prof° de filosofia/Prof° de Artes Cênicas que fez um dos trabalhos mais interessantes que eu vi nos últimos tempos (e olha que eu gostar de algo de primeira eh bem dificil, geralmente eu preciso ouvir umas três ou quatro vezes até me acostumar com a ideia). Seu cd, Lixo Extraordinário (2007), não dá pra dizer que é rock, porque nele tem rock, samba, tango, etc. Tudo embasado com letras que te fazem pensar e se perguntar “por que eu nunca pensei nisso antes?”

É uma coisa bem experiemental.

Alias, esta música que citei no começo do post se chama “amarelo quase roxo” e eu achei o que me parece um pseudo-clipe dela no youtube.

Mas também achei vídeos do próprio Batone cantando “Acidente na rua Prof° Azevedo Marques” só no voz e violão, um acústico caseiro.

Por azar, a música que mais gosto dele “My Heart Now Is Rock” não achei de maneira fácil em lugar algum. Só no site oficial do disco onde, aliás, você pode ouvir música por música do CD, Baixar músicas em separado ou baixar o CD completo.

Batone é cantor/compositor e faz sósia do Wolverine nas horas vagas.

Aconselho a quem se interessar a baixar o cd completo, porque todas as músicas são muito diferentes uma das outras. Então, se você for se guiar só por uma, acaba ouvindo apenas uma parte do que ele tem a dizer.

O link para o site do CD Lixo Extraordinário você encontra aqui.

Até a próxima.