800px-Darvasa_gas_crater_panorama

A aldeia de Darvaz, com 350 habitantes, localizada no meio do deserto de Karakum, é rica em gás natural. Durante escavações em 1971, geólogos soviéticos encontraram uma caverna cheia de gás cujo chão cedeu sob seus pés, deixando uma cratera de 70 metros. Para evitar descargas de gás tóxicas, decidiram que o melhor a fazer era queimar o gás que havia no local. Eles esperavam que o fogo queimasse todo gás em questão de dias, mas o gás está queimando até hoje. A população local passou a chamar o local de “Porta para o Inferno”, devido a lama fervente e as chamas alaranjadas que queimam há décadas, graças ao gás metano do subsolo.