Minha idéia inicial era fazer um post contando toda a historia da parada, como a confusão começou e etc, mas agora dando uma procurada no google eu achei um post bem mastigadinho do Insight Publicidade, por enquanto, se vocês estão com preguiça de ler o post deles, basta saber que na novela das 8, semana passada pelo que me consta, teve uma cena onde uma crente enlouquecida que decidiu linchar a bichinha que cozinha, a ex-drogada e o garçom que até agora ninguem sabe qual é a dele.

Com direito a pedradas e gritos de louvor enquanto destruiam a casa do triagulo amoroso.

edvania.jpg

“PERDEU!Vou espancar vocês com a biblía vermes pecadores!”

A questão é, todos sabem que a Record é do “bispo” Edir Macedo da Igreja Universal e isso provavelmente não passaria em branco.
Eis que ontem, matando tempo enquanto acabava um download, ligo a tv e fico trocando de canal, quando boto na Record, lá estava, o programa reporter Record falando sobre a dita cena, dizendo que os crentes, como são seres extremamente bondosos e desprovidos de preconceito ( aham, clique aqui, aqui e aqui) , jamais fariam algo do tipo e o autor, foi infeliz em colocar que existem “crentes do bem” e “crentes do mal”, e que definitivamente não existe fanatismo entre eles.

Eu poderia passar muito, mas muito tempo mesmo, citando exemplos de preconceito e/ou fanatismo por parte de crentes, quando eu digo “crentes” não me refiro apenas a Igreja Universal, e sim a todas as igrejas em geral, sejam elas do Cristo dos Ultimos dias ou os Mormons.
No final das contas eu acho que seria prudente por parte do entrevistado apenas dizer que, sim, é possível que talvez algum dia um infeliz enlouqueça e faça alguma merda, afinal, ninguém é perfeito em vez de falar que eles NUNCA fariam isso, como já diziam Sean Connery, “Nunca diga Nunca”.

Só para deixar claro, apesar de todos os membros do UniNuni.com serem ateus, nós não somos contra as religiões nem contra seus membros, (por sinal gostamos muito de algumas crentes que andam por ai) mas somos  contra qualquer tipo de fanatismo ou de proselitismo.

Ah sim, se eu descobrir  que minha filha anda fazendo isso, pra mim com certeza seria pior do que estar usando drogas.

Have fun!