Tudo bem, o Paulo Coelho pode até se achar o intelectual mais importante do Brasil (tudo bem também que só ele e a mãe dele acham isso).

Mas isso há de mudar, caros amigos.

Até mesmo Paulo Coelho tem de se curvar e reconhecer que o próximo presidente da academia brasileira de letras já está nas vias de fato.

Só precisa mais uma ou duas redações como esta e é barbada:

Vamos as revoluções do cidadão:

  • “50% dos negros são brancos”
  • “Loiros podem ser Afro-africanos”
  • “Se houvesse cota pra bêbado o Lula seria doutor”
  • “O Lula bebe porque os homossexuais são desfavorecidos”
  • “O vestibular é ineficiente e fálico (ele deve estar se referindo ao canudo do diploma)”
  • “O miss universo só é universo porque não sabemos se et´s são bonitos”

Mas o melhor foi ele dar a idéia do sorteio de vagas, que me lembrou de uma piada interessante:

O responsável pelo RH de uma empresa chegou para o presidente  da empresa e disse:

– Recebemos 700 curriculuns para a vaga que está em aberto.

– Ok, pegue os 30 primeiros e joges o resto no lixo.

– O que? Mas senhor, o melhor deles pode estar no meio destes 670.

– Mas eu não quero ninguém sem sorte trabalhando pra mim.

Mais surpreendente é que ele só tirou 7,0.

O Colégio Dom Bosco não conseguiu idealizar a mente brilhante deste sujeito. As pessoas a frente do seu tempo sempre são incompreendidas.

Até a próxima.